O Que é Dependência Química?

O papel da família na prevenção e no consumo precoce de álcool
16 de Fevereiro de 2016

Toxicomania significa que o indivíduo precisa de uma droga para funcionar normalmente. A interrupção abrupta da ingestão da droga leva a sintomas de abstinência. O vício em drogas é o uso compulsivo de uma substância, apesar dos seus efeitos negativos ou perigosos.

Um indivíduo pode ser dependente físico de uma substância sem ser viciado. Por exemplo, alguns medicamentos para regular a pressão sanguínea não provocam vício, mas podem causar dependência física. Outras drogas, como a cocaína, causam vício sem levar à dependência física.

A tolerância a uma droga (necessidade de aumentar a dose para manter o mesmo efeito) é geralmente parte do vício.

Veja também:

  • Abuso de drogas
  • Primeiros socorros em caso de abuso de drogas

O abuso das drogas pode levar à toxicomania ou vício. Pessoas usuárias de drogas para aliviar a dor podem se tornar dependentes, embora seja raro em quem não tenha um histórico de toxicomania.

A causa exata do abuso e dependência não é conhecida. No entanto, os genes de um indivíduo, a ação da droga, pressão do grupo, estresse emocional, ansiedade, depressão e estresse ambiental podem ser fatores.

A pressão do grupo pode levar ao uso ou abuso de drogas, mas pelo menos metade dos que se tornam viciados têm depressão, distúrbio de déficit de atenção, distúrbio do estresse pós-traumático, ou outro problema de saúde mental.

Crianças que crescem em um ambiente em que se utiliza drogas ilícitas podem ver seus pais usando drogas pela primeira vez. Isso pode colocá-las sob maior risco de desenvolver um vício mais tarde na vida por motivos tanto ambientais como genéticos.

Pessoas com maior probabilidade de se tornarem dependentes ou abusar das drogas são aquelas que:

  • Têm depressão, transtorno bipolar, distúrbios de ansiedade e esquizofrenia;
  • Têm acesso fácil à drogas;
  • Têm baixa autoestima, ou problemas com relacionamentos;
  • Têm um estilo de vida estressante em termos econômicos ou emocionais;
  • Vivem em uma cultura onde há alta aceitação social do uso de drogas.

As substâncias normalmente usadas incluem:

  • Opiatos e narcóticos são analgésicos poderosos que causam sonolência (sedação) e, por vezes,sentimento de euforia. Estes incluem: heroína, ópio, codeína, meperidina (Demerol), hidromorfona (Dilaudid) e oxicodona (Oxycontin).
  • Estimulantes do sistema nervoso central (SNC) incluem anfetaminas, cocaína, dextroanfetamina, metanfetamina e metilfenidato (Ritalina). Essas drogas têm um efeito estimulante e a pessoa pode precisar de quantidades cada vez maiores para sentir o mesmo efeito (tolerância).
  • Depressivos do sistema nervoso central incluem álcool, barbituricos (amobarbital, pentobarbital, secobarbital), benzodiazepinas (Valium, Ativan, Xanax), hidrato de cloral e paraldeído. Essas substâncias produzem efeito sedativo e redutor da ansiedade, que pode levar à dependência.
  • Alucinógenos incluem LSD, mescaline, psilocibina (“cogumelos”) e fenciclidina (PCP ou “pó de anjo”). Eles podem causar alucinações e levar à dependência psicológica.
  • Tetrahidrocanabinol (THC) é um ingrediente ativo encontrado na maconha (cannabis) e haxixe.

Existem vários estágios de uso de drogas que podem levar à dependência. Pessoas jovens parecem passar mais rapidamente pelos estágios do que pessoas adultas.

  • Uso experimental normalmente envolve colegas, feito para uso recreacional.
  • O usuário pode gostar de desafiar seus pais ou outras figuras autoritárias.
  • Uso regular – o usuário acaba perdendo dias de escola e trabalho.
  • Preocupa-se em perder a fonte da droga.
  • Usa drogas para “curar” os sentimentos negativos.
  • Começa a usar longe dos amigos e família.
  • Pode mudar seu círculo de amizade para pessoas que sejam usuários regulares.
  • Mostra maior tolerância e capacidade de “lidar” com a droga.
  • Preocupação diária – o usuário perda a motivação.
  • Não se importa com escola e trabalho.
  • Apresenta mudanças comportamentais óbvias.
  • Pensar em usar a droga é mais importante que qualquer outra coisa, incluindo relacionamentos.
  • O usuário se torna reservado
  • Pode começar a comercializar droga para ajudar a sustentar o vício.
  • O uso de outras drogas mais pesadas pode aumentar.
  • Problemas legais podem aumentar.
  • Dependência – não consegue encarar a vida diária sem drogas.
  • Nega o problema.
  • A condição física piora.
  • Perda do “controle” sobre o uso.
  • Pode se tornar suicida.
  • Problemas financeiros e legais podem piorar.
  • Pode quebrar os laços com a família ou amigos.

Exames de drogas (triagens toxicológicas) em amostras de sangue e urina podem mostrar muitas substâncias químicas e drogas presentes no corpo. A sensibilidade do teste depende da própria droga, quando ela foi tomada e do laboratório de teste. Exames de sangue podem detectar uma droga com mais facilidade do que exames de urina. No entanto, rastreio de drogas na urina são realizados com mais frequência

Opiatos e narcóticos permanecem na urina geralmente por 12 a 36 horas após o último uso, dependendo da quantidade utilizada e da frequência com que a droga foi utilizada.

Estimulantes do SNC, como cocaína, podem ser encontrados na urina de 1 a 12 dias, mais uma vez, dependendo da frequência de utilização da droga.

Depressivos do SNC, como o Valium e o Xanax, são encontrados até 7 dias após a última tomada, dependendo principalmente da substância usada e com que rapidez o corpo a elimina (sua meia vida).

A maioria dos alucinógenos também pode ser encontrada na urina até 7 dias após o último uso. No entanto, evidências de maconha podem ser encontradas até 28 dias após seu último uso em usuários regulares.

Marque uma consulta com seu médico se você for viciado em drogas e desejar sair delas, ou se tiver seu fornecimento de drogas cortado e estiver sob risco de abstinência. A maioria dos empregadores também oferece serviços para seus funcionários com problemas de abuso de substâncias.